quinta-feira, 10 de junho de 2010

Corpo - Vida Cotidiana


Educador: Natanael Steffen
CREF3 008348
IT.6614/10
Percebemos que não há ação, não há pensamento sem o corpo, na prática cotidiana ocorrem fenômenos no corpo que são internos, mas são visíveis nas ações externas, refiro ao olhar, que é a chave do mistério e está em saber olhar, não para as coisas, mas as coisas,dentro das coisas. A atividade de um educador requer diferentes olhares que solicitam nossa atenção, que é de comportamento e atitudes com relação ao cuidado de si.
Podemos observar na vida cotidiana, o corpo se tornando cada vez mais carregado de conotações: liberado física e sexualmente na publicidade, na moda, filmes, romances, higiene, obsessão de juventude, elegância e cuidados. E alguns hábitos adquirido pelo simples prazer de resolver uma ansiedade ou fugir dela, falo do simples, insignificante goma de mascar “chicletes”. O ato de mastigar a goma ou “gosma” ocorre à produção de suco gástrico sem alimento, favorece o processo de gastrites e úlceras, alem de sobrecarregar a mandíbula causando bruxismo e problemas na dentição e auditivos.
O Processo de digestão começa quando o alimento entra na boca e se mistura com saliva; Uma vez decomposto pela mastigação e amolecido pela saliva, o alimento prossegue para o restante do sistema digestivo. Quando o alimento estimula os nervos da língua e na mucosa, os sinais são enviados para o centro de controle salivar, na medula cerebral.
A deglutição começa assim que a comida é mastigada. Há uma ação voluntária até os alimentos atingirem o fundo da garganta. Estrutura do estomago: As enzimas e ácidos atacam os alimentos e o Movimento do estomago cuida de revolvê-lo durante 3 a 6 horas. A massa resultante viaja lentamente até o duodeno, primeira parte do intestino delgado. Mas o próprio estomago é também feito de proteína é preciso impedir que digira a sim mesmo, juntamente com os alimentos. Por isso o forro do estomago é coberto de uma grossa camada de muco que o protege contra os sucos gástricos ácidos. Além disso, a enzima pepsina entra no estomago sob forma inativa, o pepsinogênio, se torna ativa ao combinar-se com outros sucos. O estomago perde meio milhão de célula por minuto e essas células são substituídas rapidamente. A ansiedade, stress pode fazer a membrana mucosa ficar mais fina e exposta ao ataque dos sucos gástricos, originando uma dolorosa úlcera.
Os seres humanos, o mais complexo organismo existente sobre a terra, é mais vulnerável do que qualquer outro ser vivo aos desarranjos que chamamos de doenças, temos um fascínio particular pelos objetos, hábitos, manias e vícios, tendemos a valorizar mais as coisas do que as pessoas.
Na medida em que nós vivemos a corporeidade ou nos sentimos corpo nos tornamos significativos a nós mesmos e aos outros.
Ao escrever sobre este assunto não estou diabolizando a goma de mascar, apenas relaciono a saúde física e penso que seja uma questão de cidadania e bom senso.
Em algumas ocasiões não se deve ter “gosma” na boca, exemplo: eventos formais, Entrevistas de emprego, Salas de aula, Igrejas e reuniões; é falta de higiene, de educação e de bom senso mascar “gosma” de boca aberta, fazendo ruídos e estourando bola, pois traz desconforto a quem está junto de você.

Ciência & Natureza -Corpo humano - abril.RJ pg.78
Monografia: steffen natanael 2008.UnoChapecó-SC
Natanael.edu.fisic@hotmail.com
Imagem: zoologico Passo Fundo-RG 2007.

Nenhum comentário:

Postar um comentário