quarta-feira, 25 de agosto de 2010

Calçada uma Interação Social

Educador:Natanael Steffen
CREF3 008348
CIT.6614/10

Sair caminhar na calçada das ruas é uma terapia, observo tudo e a todos, é o encontro do diferente; desde o andar modesto ao do aloprado e como também não dizer desfiles de marcas tanto de tênis bamba ao nike dunk e-bay, vestimentas que a mídia ordena de “legs” ao tradicional calção de futebol do time favorito, camisetas de propaganda eleitoral a grife netshoe e até alguns imitam os personagens de novelas/filmes com um recipiente contendo ..sei lá oque, água..ou quem sabe um suco emagrecedor, chá de ervas levanta defunto..rsrsrs
Este espaço não deixa de ser um lugar de interação social, às vezes fico imaginando que pensamento esta ocorrendo nas mentes desde caminhantes, a passos lentos outros rápidos, portando papéis, bolsas, mochilas, outros com fones de ouvido o som alto, quando passam se ouve os tum-tuns-thiss, falam ao celular como se estivessem no escritório com encenações, mostrando para quem esta no outro lado do contato, mas quem esta lá não vê rsrsrs.
Nestes caminhos que se produzem idéias, outro dia, lembrei de alguém especial, um pensar real; Entendo, quando lembramos de alguém é porque se tem saudades, no exato momento ouvi o buzinar de uma moto-biz, a pessoa que tinha no pensamento, sorrio atrás da viseira do capacete, pela satisfação de te-la percebido. Nesta calçada observamos como uma vitrina, seres mortais, que amam e desejam ser amadas; outros nem pensam sobre o amor sabe lá se compreedem isso..rsrs,mas a aparência de estar feliz com a valorização do elemento (objeto do ter), desfilando as vaidades sobre rodas, com 72 parcelas apagar não tendo condições de pagar o seguro. Correndo o risco de ficar sem o objeto de vaidade, mas de ficar apenas com o boleto bancário a saldar. Esquecendo que o mais importante é o ser. Quero lembrá-lo que nas calçadas existem desníveis, irregularidades e lajotas soltas, estas lajinhas soltas, jogam lama, barro. Na calçada da vida não é diferente, encontramos tudo isso, mas superamos porque não é todo o trajeto a percorrer que é assim. A sempre uma Luz no fim do túnel. Mas tomara que não seja um trem com o farol aceso. rsrsrs

foto:Natalyê Steffen

2 comentários:

  1. hahahhahaha


    Tomara que seja mais uma biz entao..haauhauahauhauaha...menor risco de um acidente grave...hauahuahauhauahau


    adorei amigo!

    gosto de ler vc.

    abraço.

    ResponderExcluir
  2. Realmente a calçada é um espaço de interação social...
    Abração Nata e até a vitória!

    ResponderExcluir