quarta-feira, 8 de setembro de 2010

Corporeidade: Um Olhar Tricotômico

Educador:Natanel Steffen
CREF 3 008348
CIT.6614/10
Esta concepção da corporeidade se inclui na medida em que contribui para um entendimento do ser humano. O corpo foi criado para ser o invólucro da alma e do espírito, e para satisfazer as necessidades de comunicação com o mundo exterior. O homem como individuo, constitui-se de três partes distintas, chamamos isso, tecnicamente, de tricotômica. Esse tri-unidade distingue a personalidade humana. Todas as atividades humanas são realizadas e visíveis na corporeidade, de certa forma as manifestações externas parte de dentro para fora.de acordo com Gênesis 2.7. Precisamos compreender o ser humano em sua essência que somos espírito, temos uma alma e habitamos num corpo, por si só nada pode fazer , ele é a expressão de algo superior que é a vida, a qual flui da alma humana, este ser biforme na natureza material e imaterial feito de algo já existente.É através do corpo físico que o individuo entra em contato com o mundo material é o corpo que nos dá consciência do mundo. O espírito não atua diretamente sobre o corpo seu intermediaria é alma; a alma fica entre o espírito e o corpo, unindo-os.Tão logo o fôlego de vida, que se tornou o espírito do homem, entrou em contato com o corpo do homem apartir daí a alma foi produzida, portanto a alma é a combinação do corpo e do espírito do homem assim a alma fica no meio e exercita seu poder para discernir e decidir se deve reinar o mundo espiritual ou o natural. Algumas vezes também, a alma mesma exerce controle sobre o homem, através do seu intelecto, criando assim um mundo ideativo que reina. Na verdade a alma é o eixo de todo o ser,porque a vontade do individuo pertence a ela.O homem sempre teve dificuldades em ver claramente e sem preceitos seu próprio corpo. Como um individuo pode entender a seu corpo se não sabe qual é a extensão da esfera do espírito. Somos, simultaneamente,cultura e natureza, razão e emoção e não pode ser desfeita,sendo o homem feito de algo já existente.Entender a Corporeidade com base nesse pressuposto é compreender o ser humano como essência da criação divina e não apenas como acaso existencial. O homem é parte e todo de um mundo em que é construtor e ao mesmo tempo construído, o único ser biforme natureza, material e imaterial.Dentro desta concepção entende-se que cada corpo humano é unificado,pode ser possuído e ocupado por espírito e alma, o corpo é comparável ao átrio exterior,claramente visível a todos. Assim é corporeidade as ações do corpo podem ser vistas por todos.

Texto: Natanael Steffen -
foto: Natanael Steffen

Nenhum comentário:

Postar um comentário