terça-feira, 18 de janeiro de 2011

Introdução ao Atletismo ( Carruagem de Fogo)


Educador:Natanael Steffen
CREF 3 008348
CIT.6614/10
O filme é baseado na história real de dois atleas Britânicos competindo nas Olimpíadas de Verão de 1924 em Paris. Harold Abrahams (Ben Cross), que é Judeu, vence o anti-semitismo e o preconceito de classe para competir contra o “Escocês Voador”, Eric Liddell (Ian Charleson), na corrida de 100 metros. Em 1919, Abrahams entra na Universidade de Cambridge e consegue vencer a corrida Trinity Great Court, que consiste em correr ao redor da corte antes do relógio tocar 12 badaladas. Enquanto isso, Liddell encara a corrida como uma maneira de glorificar Deus, antes de viajar para China como missionário. Ao se encontrarem pela primeira vez, Liddell aperta a mão de Abrahams para desejar-lhe boa sorte e o vence em uma corrida. Abrahams irrita-se, e a partir daí, é traçado um paralelo das histórias de vida dos dois personagens, mostrando suas grandes diferenças, convicções e reações às adversidades.
Carruagens de Fogo conta a história de dois rapazes determinados a superar obstáculos e a realizar um sonho em comum.
Harold Abrahams é um judeu inglês rico que estuda em Cambridge. Imaturo e sentindo-se inferiorizado pela sua origem semita, descarrega sua frustração na atividade que mais gosta: correr.
Admirado pelos amigos e famoso por sua habilidade, Abrahams alimenta um sonho: competir nas Olimpíadas de 1924, a serem realizadas na França.
Eric Liddell é filho de um missionário escocês. Depois de um longo tempo na China, onde esteve em missão, retorna à sua terra natal para rever parentes e amigos. Extremamente religioso e ortodoxo, não exerce atividades no 7 dia (domingo). É um excelente atleta, corre feito o vento, e alimenta o mesmo sonho de Harold.
A fama de um chega aos ouvidos do outro. Ambos, invictos, resolvem competir na Inglaterra. Neste momento, são rivais.
Correm os cem metros, e Harold amarga a sua primeira derrota. Fruto da sua imaturidade, a insegurança e a revolta lhe atingem.
Enquanto isso, Eric se atormenta entre a vontade de correr e a missão de levar a Palavra de Deus.
Ambos chegam às Olimpíadas, mas não antes de enfrentarem obstáculos de consciência e críticas de alguns retrógrados.
Harold perde para os americanos nos 200 metros, mas ainda há uma prova; Eric desiste da prova, depois de descobrir que ela seria realizada em um domingo.
O final é previsível, justamente por se tratar de uma história real. Mas o destino que um dos atletas teve tempos depois dos Jogos Olímpicos, choca!
Contudo, o filme prende a atenção do espectador do início ao fim, interessado não nas disputas propriamente ditas (embora elas contenham uma forte dose de suspense), mas na solução das culpas e dúvidas que atormentam os dois atletas famosos.
Carruagens de Fogo nos dá uma imprescindível lição de companheirismo, ética, honestidade, determinação, e fé. Não conta apenas a história de dois atletas que lutaram e venceram; mas de dois homens íntegros que jogaram limpo o tempo todo.
Destaque para a belíssima trilha sonora de Vangelis, mundialmente consagrada.
Vindo da excelente safra de músicos gregos, Vangelis compôs uma música para cada atleta, executadas como marchas triunfais na vitória de cada um, aumentando ainda mais a admiração e a emoção do espectador.
Direção: Hugh Hudson
Elenco: Ben Cross, Ian Charleson, Nigel Havers, Cheryl Campbell, Alice Krige
Categoria: Drama

 MODALIDADE  OLÍMPICA 100metros
A prova de 100 metros rasos é uma modalidade olímpica de atletismo, considerada a prova rainha das corridas de velocidade. Dura pouco menos de 10 segundos e os respectivos vencedores são muitas vezes apelidados de homem / mulher mais rápido do mundo. Um atleta dá 45 passadas em média para percorrer o percurso e cruza a linha de chegada a cerca de 36 km/h. Uma pessoa comum faria a prova com 100 passadas e a uma velocidade de 22,5 km/h.
Os 100 metros rasos foram introduzidos no programa olímpico em Jogos Olímpicos de Verão de 1896 para homens e nos Jogos de 1928 para mulheres. Os primeiros campeões olímpicos foram, respectivamente, Tom Burke e Betty Robinson dos Estados Unidos da América.
O recorde mundial dos 100 metros masculinos pertence a Usain Bolt, da Jamaica, obtido durante o Campeonato Mundial de Atletismo em Berlim, na Alemanha, em 16 de agosto de 2009, com a marca de 9,58 segundos. Nas mulheres, o recorde de 10,49 segundos pertence a Florence Griffith Joyner, estabelecido em Indianápolis em 1988.
Tipos de Corridas
As provas de corrida, tal como previstas nas regras de competição atlética, diferem entre si principalmente pela extensão a percorrer. As distâncias praticadas nas provas masculinas e femininas vão dos 100 m. aos 42.195 km.
Dizem que estas várias distâncias não podem ser cobertas à mesma velocidade. Nas corridas de 100 e 200 m, por exemplo, deve-se atingir rapidamente, e depois manter uma velocidade tão elevada quanto possível.
Durante a prova , a velocidade depende da duração do esforço físico. Portanto, a intensidade do esforço é diferente consoante os diferentes percursos; e assim , são as disciplinas de corridas classificadas como:
PROVAS DE CURTA DISTÂNCIA : 100 m, 200 m, 400 m com barreiras, 100 m com barreiras (mulheres).
PROVAS DE MEIO-FUNDO: 800 m, 1500 m.
PROVAS DE FUNDO (de resistência - mais de 2000 m): 3.000 rasos com obstáculos, 5.000 metros, 10.000, Maratona.

Um comentário:

  1. Baita filme, Nata!
    Já assisti algumas vezes...
    E já o usei algumas vezes também como prática inicial de minhas aulas...
    Abraços.

    ResponderExcluir