segunda-feira, 19 de outubro de 2015

Os equipamentos para jogar beisebol


Os equipamentos utilizadas para se jogar beisebol são bastante peculiares e interessantes em sua confecção, principalmente.
Apresentarei então como são feitos alguns desses equipamentos em especial e ao mesmo tempo listarei os materiais e utensílios utilizados que tornam a
atividade de jogar beisebol mais eficiente e menos dolorosa.
As bases= são feitas com um tecido ou material sintético na cor branca e
devem estar presas seguramente ao chão. Obrigatoriamente ficam dentro do
campo. Têm exatamente
38cm² e entre 7,6cm e 12,7cm de expessura sendo enchidas ou preenchidas com algum material macio como borracha ou espuma.

O back stop= é uma estrutura montada por trás da Home Plate – ali onde o
recebor agaixado pega as bolas lançadas pelo arremessador, com o objetivo de manter em jogo as bolas que o recebedor deixar passar oriundas de lançamentos ou passes. Cada clube é responsável exclusivo da instalação de seu back stop que consiste basimente de uma armação de metal coberta por uma rede.

A bola= é feita de de pele, cordão e cortiça – ou borracha. O núcleo é onde
fica a cortiça, em volta é passado um cordão bastante apertado para deixar a
bola com 23cm de circunferência aproximadamente. Enfim, então cobre-se isso tudo com duas tiras de pele branca. O peso total fica em 30 gramas.

O boné= é um boné como outro qualquer e com o mesmo objetivo: para evitar erros de recepção provocados pelo sol forte ou pela luminosidade dos
refletores. É indispensável e obrigatório o uso pelos jogadores de defesa.
As caneleiras= são estruturas normalmente de plástico mas muito resistentes. As de beisebol protegem as canelas e os joelhos respectivamente. Por isso mesmo são maleáveis para que não atrapalhe a corrida, quando necessária. São utilizadas pelos receptores quando estão defendendo e também pelo árbitro principal.
O capacete= acessório utilizado pelos jogadores da equipe atacante que
estejam em campo. É obrigatório seu uso pelo fato de que os jogadores, quando correm entre as bases não costumam nem olhar para a bola e a mesma circula bem perto desses atacantes. O receptor também utiliza um capacete que é próprio da posição e de tamanho reduzido.

A home plate= a chamada casa base é a base marcada por um pedaço de borracha branca achatado com 5 cinco lados que mede 31cm². A home plate inteira tem um dos lados medindo 43,2cm, os outros dois lados ligados a este 30,5cm e os outros últimos dois – que formam uma cunha e se juntam, 21,6cm.

Os cleats= são tênis com cravos na sola especializados em dar aderência na
hora de correr tanto para os jogadores de defesa que perseguem as bolas
rápidas quanto para os jogadores de ataque que iniciam uma corrida. Além
disso, servem como travas para não derrapar, coisa que poderia implicar num atraso de jogada ditando assim uma eliminação certa. Existem cravos de
borracha e metálicos, ambos fixos como removíveis.
A coquilha= acessório incômodo e chato de colocar é essencial para todas as posições e tem a função de proteger os orgãos genitais.

O L screen= o chamado Écran em L é uma estrutura metálica móvel que serve para proteger o lançador das bolas rebatidas. O acessório é utilizado em treinos somente.


A luva= além de servir para ajudar a pegada da bola também tem a função de proteger as mãos de quem pega as bolas rebatidas pelos atacantes ou passadas pelos companheiros entre as bases. O seu tamanho depende da posição do jogador ou da categoria – as luvas dos jogadores do campo interior são normalmente menores que as dos jogadores do campo exterior. Em outras duas posições as luvas são diferentes e mais almofadadas: a do primeira base tem uma dimensão maior e mais proteção e o recebedor utilizada uma quase totalmente redonda e mais almofadada. Pode ser feita de vários materiais desde os sintéticos à pele natural.

As luvas de batedores= são as luvas utilizadas pelos atacantes, quando
rebatem a bola. Esse outro tipo de luvas permite ao rebatedor um melhor e
maior controle do taco enquanto oferece uma certa proteção contra a vibração do mesmo a quando entra em contato com a bola. Também são utilizadas por alguns jogadores de defesa, por debaixo da luva de pele como modo de retenção do suor da mão – evitando que estrague a luva.

A pitching machine= a chamada máquina de lança bolas é utilizada no treino dos rebatedores proporcionando uma grande quantidade de diferentes lançamentos a velocidades variáveis, mantendo sempre a mesma precisão. Pode também ser utilizada no treino defensivo, podendo colocar as bolas com velocidades variáveis em vários pontos do campo – como o treinador quiser.  Algumas máquinas utilizam as bolas oficiais enquanto outras funcionam com bolas de segurança – feitas de materiais mais macios.

A máscara= é uma estrutura de metal ou outro material resistente, almofadada que serve para proteger a face e uma parte da cabeça do recebedor.  Contém normalmente uma peça móvel que protege a garganta e o pescoço. Deve ser resistente e capaz de proteger o recebedor das bolas lançadas ou mal rebatidas. Têm de ser de remoção e colocação fácil será constantemente retirada quando a bola entra em jogo. Estará ligada a um capacete, especialmente utilizado pelo recebedor. Também utilizada pelo árbitro principal.

O peitilho= é uma espécie de escudo que protege o peito do jogador da posição de recebedor que defende a home plate e recebe os lançamentos do
arremessador. Deve ser resistente de modo a proteger o recebedor das bolas
lançadas ou mal batidas e do contato físico em que este jogador pode se
envolver quando acontecem jogadas duras na home plate. Porém deve também ser maleável permitindo ao jogador que o usa ter a liberdade de movimentos. Utilizado também pelo árbitro principal.
A pitcher plate= a chamada base do arremessador é onde o arremessador fica no campo. Este seu piso é de borracha branca achatado que mede 61cm por 15,3cm. Ele encontra-se colocado entre a segunda base e a home plate distanciando-se das mesmas em 18,45m.

O taco= é o instrumento essencial e necessário para que se possa rebater. Ele tem formato cilíndrico, pode ser feito de madeira ou alumínio, deve pesar
entre 850g e 1kg e medir até 1m de comprimento. O seu comprimento e peso
dependem da perícia, força e tamanho do jogador.

A batting cage= também chamada de túnel de batimento é uma estrutura montada fora do campo de jogo utilizada para treinos ou aquecimento dos rebatedores. É feita de uma armação em metal e um túnel formado por uma rede, que evita que as bolas rebatidas saiam voando. A batting cage pode ser utilizada de duas formas: numa das extremidades posiciona-se o batedor e na outra uma máquina de lançar bolas (pitching machine) ou o batedor e na outra um lançador, que deverá estar devidamente protegido com a écran em l.

Com todos esses acessórios, então, a prática do beisebol se torna mais
profissional e mais competitiva.

Nenhum comentário:

Postar um comentário